sábado, 29 de outubro de 2011

espaço



a liberdade separa
como a morte liberta
e o fim nos sorri
porque o vidro  protege


esmurro o vento
até cansar 
e dormir
e entender
um filho


borboleta pequenina
aceito o vidro
o vento
e o caminho





Nenhum comentário:

Postar um comentário