quinta-feira, 7 de abril de 2011

Cachecol

Foto: Ricardo Magalhães

Por quantos ares já passei...
não há brisa mais desejada
não há temperatura mais esperada...
Sou como o vento:
ando por todos os cantos
sentindo a beleza
ao acaso me entregando...
mas como o vento
não sou a mesma por onde passo...
E hoje volto ao lugar
que fez de mim
a sensação de estar no lugar mais alto
de braços abertos
esperando um abraço...

Nenhum comentário:

Postar um comentário