sábado, 19 de março de 2011

Vestido

Foto: Ricardo Magalhães

Salve-me!
Estou mergulhada no mar da paixão...
Esse bem querer dentro de mim
Envolve-me profundamente.
Essa saudade do que ainda não tive
Amarra-me uma corrente. Salve-me!
Só você pode me fazer livre
Só você sabe quem eu sou
E eu sou se você estiver comigo.
São teus braços que me podem salvar.
Teus beijos, me alimentar.
Sou toda teu cheiro, tua voz, teu olhar...
Teu jeito está em mim
Como a branca pele desse corpo ausente.
Meu olhar sem pudor busca invadir teu coração:
Cliques parados num apaixonado sorriso...
Mas o que guardo dentro de mim
Nem a sombra demonstra tamanha paz
Muito menos as flores, sua beleza 
É só para ti, sem pudor.


E o silêncio tampa os ouvidos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário